sexta-feira

CALMA, CALMA!

Calma, calma!

Aberto, está o coração
Oh! minha alma!
Calma, calma..

Não agrida com o amor
Nem apague a paixão
Não, não assopre a chama.

Indo estou;
o que me resta?
neste copo e desta festa?

Calma, calma!
Afague esta alma,
materialize-se, materialize
esta aura,

Oh! esta aura que desliza
no celeste da paixão
que agita o coração
e explode o vulcão.

Oh! calma, calma..
Ilumine, ilumine e
alimente
alimente
o desejo...

21/09/11 a bordo, voltando do Irã

Nenhum comentário: